A desesperança brasileira encontrou casa em Portugal
29 Julho, 2018
FATIMA FONSECA lança o álbum “Fado Bossa Nova” em Portugal
31 Julho, 2018
Crônicas

Hoje acordei com o barulho das gaivotas…na verdade, hoje eu prestei mais atenção à elas.

 

Moro em uma cidade litorânea do Centro Oeste de Portugal, não é na orla, mas as danadas vem aqui no Centro da cidade todas as manhãs e finais de tarde. A rotina disso às fazem passar despercebidas muitas vezes. Mas não hoje. Hoje eu as observei!

 

“Você tem de compreender que uma gaivota é uma ilimitada ideia de liberdade, uma imagem da Grande Gaivota “. Ela sabe que você tem que ser fiel a si mesmo.

 

Lembrei que quando eu ainda era uma adolescente eu li Richard Back e seu famoso livro “Fernão Capelo Gaivota”, uma história sobre liberdade, aprendizagem e amor.

Essa história teve um impacto muito grande na minha vida. Quebrou paradigmas. Imagina, a cena: eu, no meio da Selva Amazônica, do outro lado da margem esquerda do Rio Madeira, do lado do Igarapé Jatuarana, vendo meus irmãos pescando, eu numa rede amando tudo isso mas me sentindo deslocada, incomodada… eu estava lendo esse livro!

Eu desde então tenho buscado aprender algo como voar. Mas como não tenho asas e meu corpo é grande e limitador, então eu tento voar nas ideias e busco obstinadamente aprender algo novo e efetivamente realizar para ensinar os processos para minha família e outros que seguem minha jornada.

Hoje lembrei de prestar atenção ao ‘barulho das gaivotas” e lembro aos outros que o cotidiano nos fazem surdos, às vezes cegos e esquecemos que somos capazes de voar bem mais que o ambiente nos autoriza. Que as regras limitadoras devem ser questionadas sempre, que não devemos nos acomodar quando algo está à nos incomodar.

 

Minha “rebeldia”, vontade de aprender “fora da caixa”, de perdoar (devo trabalhar isso melhor, estou evoluindo nisso) de gostar de compartilhar ensinamentos e dicas, e principalmente amor que transborda é o que me salva da mesmice e mediocridade de mim mesma! Obrigada Richard Back por me mostrar que é possível!

 

Enquanto reflito, as gaivotas se foram, mas amanhã certamente virão e eu as ouvirei atentamente!

 

Por Ivete Quintela

 

Temos no VPDicas um blog sobre Histórias, Contos e Crônicas. Dá uma olhadinha!

 

Fonte:

https://wordpress.com/post/vivendoportugalcontos.wordpress.com/979

vpdicas
vpdicas
Somos um equipa de profissionais luso brasileiros com o propósito de oferecer dicas, apoio e networking aos que desejam conhecer, viver empreender e investir em Portugal, especialmente no Centro do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *